Os tipos de maturação

Queijo Frescal

O mais conhecido é o queijo tipo frescal: aquele branquinho, de consistência macia e sabor acentuado. Ele também tem um aspecto “molhado”, já que o tempo de cura dele é bem curtinho.

Você deve estar se perguntando… Mas esse não é o queijo minas? Não, não é! Definido em legislação, todo queijo produzido em Minas é Queijo Minas, e não necessariamente um tipo de queijo!

Meia Cura

Outro tipo de queijo bem conhecido por aqui é o Meia Cura, que pode se transformar em Curado, dependendo do tempo de maturação. Esse é aquele de aspecto amarelinho por fora e mais branco por dentro.

Essa característica se deve ao tempo de cura, como o próprio nome sugere. O Meia Cura passou metade do tempo curando, enquanto o Curado passou por todo o processo.

Esse queijo é bem mais consistente que o frescal e tem aquela capa durinha por fora, pois sua massa é prensada para retirar o excesso de líquido. Assim, ele se torna mais firme, pronto para ser saboreado como aperitivo ou para acompanhar pratos mais elaborados.

Terroir é uma palavra francesa sem tradução em outro idioma, assim como saudade. significa a relação entre o solo e o microclima particular, que resulta de uma complexa interação entre solo, planta e clima, combinada com métodos de produção e matérias- primas tradicionais, impossível de ser reproduzida em outro lugar.

O queijo Minas é um organismo vivo, em permanente evolução para seguir sempre o mesmo, mantendo-se seu terroir.

0

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Carrinho