fbpx

A Rota do queijo – Uma viagem cheia de sabores em Minas Gerais

O queijo mineiro é famoso pelo país inteiro, por isso é comum que as pessoas que visitam Minas Gerais queiram experimentar a maior variedade possível de sabores e texturas; de preferência com um café coado na hora e muita conversa boa em volta da mesa. 

A produção artesanal de Minas tem conquistado cada vez mais prêmios e certificações, embora preserve as tradições passadas de geração em geração ao longo de séculos. Mesmo usando receitas parecidas, cada produtor alcança características únicas, graças ao microclima de cada região e as combinações específicas de solo, vegetação e ambiente microbiano. 

Para ter oportunidade de conhecer e degustar todas essas delícias com características peculiares, uma boa opção é colocar o pé na estrada e fazer a Rota do queijo, visitando alguns dos mais de 20 mil produtores espalhados pelas colinas e vales de Minas. 

Continue lendo e conheça um pouco mais sobre o que você encontrará em cada uma das microrregiões certificadas como principais produtoras. 

Araxá 

A microrregião é composta pelos municípios Araxá, Campos Altos, Conquista, Ibiá, Pratinha, Pedrinópolis, Perdizes, Sacramento, Santa Juliana e Tapira. Desde o século 18, o queijo minas artesanal produzido nessas cidades segue para Araxá e em seguida parte para os outros Estados brasileiros. 

O queijo nessa região possui crosta fina e amarelada e textura amanteigada, graças à altitude e o tipo de solo e de pastagens. Quanto mais curado, a casca fica mais firme e o interior mais cremoso. 

Para chegar às queijarias artesanais é preciso passar por estradas de terra que ficam entre vales e montanhas, como é o caso da fazenda produtora Califórnia, que recebe visitantes e fica na cidade de Sacramento, a aproximadamente 20 quilômetros de Araxá. 

Campo das Vertentes 

Engloba os municípios de Barroso, Conceição da Barra de Minas, Coronel Xavier Chaves, Carrancas, Lagoa Dourada, Madre de Deus de Minas, Nazareno, Prados, Piedade do Rio Grande, Resende Costa, Ritápolis, Santa Cruz de Minas, São João Del Rei, São Tiago e Tiradentes.  

As características mais marcantes do queijo de Campo das Vertentes são casca fina, consistência firme e buracos irregulares, com sabor levemente ácido e não picante. 

Na região você pode realizar o Roteiro dos Queijos Finos no Caminho Velho da Estrada Real, que parte de Paraty (RJ) rumo a Ouro Preto, passando pelas cidades de São Vicente de Minas, Carrancas, Madre de Deus de Minas, Andrelândia, Cruzília, São João del Rei e São Sebastião da Vitória. No trajeto é possível experimentar receitas europeias, como os queijos tipo gorgonzola, roquefort, camembert, brie, gruyère, gouda, parmesão e chavroux. 

Além disso, muitos produtores da região vendem seus queijos artesanais diretamente ao público, como a Lúcia Resende, na cidade de Tiradentes.  

Canastra 

Com a tradição de ser produzido há mais de dois séculos e o reconhecimento de ter conquistado o segundo lugar em um dos principais concursos de queijo do mundo, na França, o queijo canastra foi um dos primeiros produtos a conseguir o selo de origem no Brasil. 

A Serra da Canastra já é a região produtora de queijo artesanal mais conhecida de Minas Gerais, onde quase 2 mil famílias estão envolvidas na produção, nos municípios de Bambuí, Delfinópolis, Medeiros, Piumhi, São Roque de Minas, Tapiraí e Vargem Bonita. 

Firme por fora e macio por dentro, o queijo de casca amarelada e sabor marcante é bastante utilizado nas receitas de pão de queijo. Quando maturado, fica ainda mais encorpado, já que o microclima da região é de dias quentes e noites frias. 

As belezas naturais da região atraem muitos turistas, que se encantam com a vegetação típica de cerrado e fendas de água entre os morros. Vale visitar o Parque Nacional da Serra da Canastra e a nascente do Rio São Francisco, fechando com chave de ouro em uma das fazendas produtoras, como a do Zé Mário e sua esposa Valdete, em São Roque de Minas. 

Cerrado 

No oeste de Minas fica a região conhecida como Alto Paranaíba, composta pelos municípios Abadia dos Dourados, Arapuá, Carmo do Paranaíba, Coromandel, Cruzeiro da Fortaleza, Guimarânia, Lagamar, Lagoa Formosa, Matutina, Patos de Minas, Patrocínio, Presidente Olegário, Rio Paranaíba, Santa Rosa da Serra, São Gonçalo do Abaeté, São Gotardo, Tiros, Varjão de Minas e o mais famoso deles, Serra do Salitre. 

A localização é considerada privilegiada pelos solos férteis, além de clima ameno. De sabor e aroma agradáveis, o queijo produzido no Cerrado é bem temperado e tem crosta fina e sem trincas.  

Aberta à visitação, a Fazenda Pavão é famosa na região pelo queijo artesanal Imperial, produzido há quatro gerações pela família de João José de Melo. 

Serro 

A região produtora de queijo artesanal mais antiga de Minas está localizada no centro do Estado e engloba os municípios de Alvorada de Minas, Coluna, Conceição do Mato Dentro, Dom Joaquim, Materlândia, Paulistas, Rio Vermelho, Sabinópolis, Santo Antônio do Itambé, Serra Azul de Minas e Serro.  

O queijo é mais alto e com circunferência menor em relação aos outros queijos artesanais, por isso fica suculento por mais tempo. Sua massa é macia e amanteigada, sua textura compacta e cor branca amarelada. Geralmente é menos maturado, por causa do clima quente. 

O queijo do Serro é considerado Patrimônio Imaterial de Minas Gerais e do Brasil, contudo ainda é fabricado de forma artesanal nas pequenas propriedades rurais da região. 

Triângulo Mineiro 

Esta é a região que mais recentemente foi certificada como produtora de queijo minas artesanal, incluindo os municípios de Araguari, Cascalho Rico, Estrela do Sul, Indianópolis, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Nova Ponte, Romaria, Tupaciguara e Uberlândia. 

Com mais de mil produtores e queijos com comprovada tradição histórica e cultural na produção, o destaque vai para Monte Carmelo, cidade com mais de 20 anos de experiência e a primeira a vencer um concurso regional. 

Como foi possível ver, em Minas Gerais o que não falta é lugar para apreciar os mais deliciosos queijos artesanais. Enquanto você prepara sua viagem para conhecer a Rota do queijo, se for muito difícil segurar a vontade que você ficou depois de ler tudo isso, passe em uma de nossas lojas, que é o endereço dos tesouros mineiros para quem está na capital. Você pode também comprar online, clicando aqui 

0

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Carrinho

×

Olá!

Entre em contato conosco para quaisquer esclarecimentos, projetos ou parcerias.

equipe@rocacapital.com.br

× Como posso te ajudar?