Canastra Guilherme

R$109,00

O queijo “Estância Capim Canastra” produzido em São Roque de Minas conquistou o segundo lugar em um dos principais concursos de queijos do mundo, realizado na França. O Mondial du Fromage de Tours. O produto foi o primeiro brasileiro a conquistar medalha no torneio.

REF: 0566548 Categoria Tags: ,

Fonte do G1

Queijo feito na Serra da Canastra conquista premiação internacional

Produto de São Roque de Minas participou de evento na França.
Concorreram na categoria mais de 600 queijos de 23 países.
Do G1 Centro-Oeste de Minas
 O queijo “Estância Capim Canastra” produzido em São Roque de Minas conquistou o segundo lugar em um dos principais concursos de queijos do mundo, realizado na França. O Mondial du Fromage de Tours. O produto foi o primeiro brasileiro a conquistar medalha no torneio.

A categoria que premiou o alimento foi “massa prensada não cozida de leite cru de vaca”, onde concorreram mais de 600 queijos de 23 países.

A produção é feita em uma fazenda cercada pelas montanhas da Serra da Canastra. O leite utilizado é do gado Caracu, de origem europeia. O conhecimento é herança dos primeiros portugueses que colonizaram a região. A família que produz o queijo mantém a tradição há quase 200 anos.

O leite chega a queijaria para um processo que dura, no mínimo, 22 dias. O modo de produção artesanal é tombado como patrimônio cultural e imaterial do país.

A valorização oportunizou outra conquista. O produtor conseguiu recentemente o selo nacional para vender a iguaria fora do estado de Minas Gerais.

GUILHERME

O pessoal dos restaurantes bonitos, das cozinhas chiques e do estrangeiro encontraram uma palavra diferente, cheia de “não me toques” para explicar a simplicidade.

Agora juntam o clima, o pasto, a formação das montanhas, o tipo de água que corre nas bicas e a raça das vacas, coloca tudinho numa palavra só, meio difícil de escrever e fácil de falar e sapecam um tal de “terroir”.

Essa palavra parecida com terra e na qual uma letra fala como se fosse outra, vinda lá da Europa, é esse ajuntamento de coisas simples que vira um título bonito e importante. Importante mesmo, tanto é que esse “terroir” é como se fosse roupa de festa para a Região do Queijo da Canastra se apresentar em dia de gala.

Guilherme é um desses meninos da cidade grande que aprendeu a importância do “terroir” quando o assunto é um produto de qualidade acima da média. Além disto, ele fincou um pezinho na Região do Queijo da Canastra. Na verdade, um pezão!

Ele podia ter se tornado tudo em São Paulo, mas se apaixonou mesmo pelos primeiros capítulos da história de sua família, em São Roque de Minas. Agora, o paulista amineirou de vez, voltou para a fazenda do pai e se tornou a quinta geração de produtores do Queijo da Canastra.

Guilherme pode até não ser um moço moldado no “terroir da Canastra”, mas sabe muito bem a importância de nunca esquecer do começo de sua história.

Peso 1.100 kg
Dimensões 11 x 15 x 15 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Canastra Guilherme”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *